Blog

Estrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativa

 

 

 

Conforme a popularidade de Jesus crescia, seus inimigos procuravam, desesperadamente, meios para explicar seus maravilhosos poderes. Finalmente, decidiram alegar que ele expulsava demônios pelo poder do próprio Satanás (Mt. 12:22-32; Mc. 3:22-30; Lc 11:14-23).

Estrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativa

 

 

 

 

 

             Aspectos da Santificação

 

É uma obra sobrenatural de Deus (1 Ts 5.23; Hb 2.11), mas o cristão pode e deve cooperar na mesma pelo uso diligente dos meios que Deus colocou à sua disposição (2 Co 7.1; Cl 3.5-14; Hb 12.14; 1 Pe 1.22).

Estrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativa

“As margens dos rios de Babilônia nós nos assentávamos e chorávamos, lembrando-nos de Sião”.

Você quase pode ver os exilados, sentando-se com corações por demais pesarosos para quaisquer atividades, olhando as monótonas planícies da Babilônia e notando o contraste entre aquela paisagem e a sua própria pátria com montanhas, colinas, morros, vales com bosques, córregos e riachos.

Estrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativa

Santificação é a graciosa e contínua operação do Espírito Santo mediante a qual ele purifica o pecador, renova toda a sua natureza segundo a imagem de Deus e o capacita a praticar boas obras (Louis Berkhof).

Estrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativa

 

             Perfeccionismo

Esta corrente sustenta que o ser humano pode alcançar a perfeição nesta vida. Eles apelam ao fato de a Bíblia ordenar que os crentes sejam perfeitos (Mt 5.48; 1 Pe 1.16; Tg 1.4), fala de alguns deles como perfeitos (Gn 6.9; Jó 1.8; 1 Rs 15.14; Fp 3.15) e declara que aqueles que nascem de Deus não pecam (1 Jo 3.6,8s; 5.18).

Estrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativa

Você já imaginou se a história de Jesus fosse apenas à história de um homem que tivesse nascido, ainda que de uma virgem, vivido cerca de 30 anos e estivesse ainda enterrado em seu túmulo na cidade de Jerusalém? O apóstolo Paulo fez esta indagação em 1 Cor 15.14 dizendo que: “se Cristo não ressuscitou, é vã nossa pregação, e vã a nossa fé”. Mas pela graça de Deus a pedra foi revolvida, o túmulo está vazio. Através da Ressurreição de Cristo nós temos uma nova perspectiva para nossa vida, pois somos extremamente beneficiados com a Ressurreição de Cristo.

Rua Roma, 465 - Lapa São Paulo-SP

  • Email: secretaria@iplapa.com.br
  • Telefone: (11) 3853-2586

Instagram

Últimos Posts

Facebook

Igreja Presbiteriana da Lapa © Copyright 2017 . Todos os Direitos reservados Desenvolvido por Ridley Mota

Pesquisar